sábado, 27 de junho de 2015

Brevet 600 - Um divisor de águas

O brevet de 600km é um divisor de águas para todo randonneur, pois é a última prova da série ( 200, 300, 400 e 600) e completada passamos a ser um Super Randonneur. A minha aconteceu entre os dias 27 e 28 de junho de 2015, com saída de Holambra as 4h até a cidade de Bauru e voltando, completada em 37:56h. Para esta prova eu havia me preparando muito, estava muito bem tanto no físico como no psicológico. Devido ao horário de saída tive de dormir em Holambra, optei pela pousada Bem-te-vi da D. Maria, lugar simples mas muito tranquilo e ainda com a opção de deixar o carro guardado durante a prova.Logo na saída encontrei o amigo Edson que esta junto com o Dunga, outro grande amigo que viria conhecer melhor depois. Partimos para Pirassununga, como estava bem aproveitei para pedalar forte, desta vez fui acompanhado por Marcos Góes, sendo os ponteiros dos 3 primeiros PCs, Já nas primeiras horas de prova sentíamos que não ia ser fácil, um pouco antes de chegar a Pirassununga por volta das 6:30 - 7:00, o sol começava a despontar e deixava nítido o rastro da geada com uma temperatura na casa dos 8 graus com uma sensação bem menor devido a velocidade da bicicleta, mas chegamos em Pirassununga tudo ok, Partimos então ao segundo PC (Brotas), vale lembrar aqui que logo na entrada de Analândia (cerca de 200 metros) tem um posto de gasolina onde podemos reabastecer água e comer alguma coisa (como tinha água passei direto) chegando no rancho da pamonha é hora de alimentar, nessa hora eu e o Marcos desencontramos. Parti para Bauru, uma boa descida e depois uma boa subida passando por Dois Córregos, a mais ou menos 15 km antes de Jaú tamb´m tem um posto para abastecimento de água, mas é preciso muito cuidado pois fica na contra mão, na saída de Jaú para Pederneiras tem um McDonalds com drivethru, o esperto aqui no lugar de entrar na loja foi para o drivethru, como tava demorando optei por comer em um posto de gasolina. Passando por Pederneiras de uma ponte bem grande com um visual espetacular vale a pena uma parada para fotos. Quilômetros adiante encontrei o Donizete onde pedalamos até Bauru. O PC 3 Bauru fica no posto Alameda Quality, com uma ótima infraestrutura, com bom banheiros e área de alimentação com várias opções, me alimentei bem e parti novamente para Brotas, acho que era umas 19:00 pois começava a anoitecer, com o cair da noite foi voltando o frio, como já estava agasalhado ( calça térmica, bermuda, camiseta, manguito, blusa fina de lã, corta vento e colete - bem diferente do brevet 400) pedalei numa boa e cheguei ao PC4 Acampamento Peraltas em Brotas as 0:00h, perfazendo minha meta de 20km/h de média total. Peguei o Drop Bag (saco onde podemos colocar roupas o equipamentos reservas para usarmos em determinados pontos) tomei uma ducha e aproveitei que estava oferecendo uma massagem para relaxar um pouco (não foi muito relaxante, era estralo para todo lado kkk), depois disso fui alimentar um boa sopa estava esperando, fui dormir, como estava dentro do planejado decidir por dormir até as 5:00h, acordei e parti para o PC5 Pirassununga, mas devido a um erro na leitura da planilha me desviei com sentido a Rio Claro quando percebi já tinha rodado mais de 20 quilômetros na direção errada, neste momento havia calculado o tempo total para chegar ao final, mas havia passado desapercebido que eu tinha um tempo limite para chegar ao PC 5, nesta hora bateu um desespero pois eu estava em Analândia e precisava chegar em Pirassununga até as 12:00, acho que nunca pedalei tanto na vida, mas compensou cheguei as 11:58h, exausto, desci da bike e sentei no chão, Roberta Godinho de trazia suco de laranja e Roberto Avellar (mau sabia que essa cara ainda ia ser um grande amigo) me ajudava a levantar, me alimentei aguardei meia hora e recuperado segui para Holambra, neste momento fazia uma prova de recuperação e o corpo não sei como respondeu muito bem. Chegando em Mogi Mirim parei no Frango Assado para a ultima refeição na prova. parti rumo a chegada em Holambra a lá que fiquei sabendo de como a prova havia sido hostil pois, dos 75 que largaram 43 haviam abandonado a prova.
Brevet mais uma vez marcado pela ótima organização do Audax Randonneurs São Paulo.

Neste Brevet tive o apoio de algumas pessoas e mais uma vez aproveito aqui para agradecer: Samuel Andrioli da Praça Imobiliária, Silveli e Hugo Merli do Rei das Magrelas, Mario Sérgio do Divino Açai e Kelsi do KX Multimarcas.